Dicas – proteção de pintura

foto

POLIMTEC: (11) 3993-1515

José Palacio, auditor do Instituto da Qualidade Automotiva (IQA), lembra outros perigos da pintura. “Cuidado com a gasolina. Se cair sobre a pintura, deve ser lavada imediatamente. E lavagem com sabão ou detergentes em geral, sob sol, queima a pintura”, diz. Receitas caseiras, como óleo de mamona, querosene e produtos com solvente, também são um veneno. “Se deixados por algum tempo sobre a pintura, podem ocasionar manchas ou defeitos, além de remover a cera aplicada para proteção”, afirma Pereira.

Para lavar o carro, o correto é usar um tipo especial de sabão. “Recomendamos após a cristalização, só lavar com xampu neutro, pois não possui nenhum componente químico que prejudique a pintura”, diz Marco Pacheco, diretor de pós-vendas da Chevrolet. Há outro vilão que parece inocente, mas que ataca discretamente em regiões de trânsito pesado: a chuva. Subproduto da queima de combustíveis fósseis, o enxofre fica no ar. Quando chove, forma-se o ácido sulfúrico. “Chuvas ácidas devem ser lavadas logo em seguida”, afirma Palacio. Para não entrar em uma obsessão por limpeza, o que se recomenda é lavar o carro toda semana, encerando- o quando necessário. Mas como só isso pode não ser suficiente, o polimento ajuda a garantir uma boa aparência do seu carro.

Fonte: Auditoria do Instituto IQA

Postado em: Cristalização

Deixe um comentário